quarta-feira, 31 de outubro de 2012

16º Policial Militar executado no Estado do RN



No fim da tarde de hoje (31), mais um policial militar foi morto a tiros no estado do Rio Grande do Norte, mas precisamente na cidade de São Paulo do Potengi, distante 71 km da capital Natal.
A execução ocorreu quando o soldado Sandro Richele de Araújo, formado na turma de 2006 para a PM e mais conhecido como "Chele", chegava a sua casa, que fica próximo a câmara de Vereadores da cidade, com sua esposa, ambos em uma motocicleta, quando foram abordados por alguns homens que chegaram num Celta de cor preta e com placas não identificadas e sem falar nada, dispararam cerca de 10 tiros no PM que morreu ali mesmo.
A esposa de Richele que manterei com seu nome em sigilo por medida de segurança, também foi alvejada. Ela foi socorrida para o hospital regional da cidade e em seguida transferida para o (HWG) Hospital Walfrêdo Gurgel em Natal e segundo as informações preliminares, não corre risco de morte.
Alguns informes repassados ao nosso blog, dizem que o veículo Celta utilizado no crime foi encontrado com marcas de sangue, mas ninguém sabe informar se o sangue foi proveniente de disparos efetuados pelo policial na tentativa de se defender da morte ou se foi após um acidente durante a fuga de seus algozes.
Mas nenhum jornal local comenta sobre isso, só dão ênfase a um processo que a vitima estava respondendo por um suposto homicídio no passado, o que o deixa até então como inocente, já que nunca fora julgado e muito menos condenado.
O que se sabe realmente é que o mesmo estava afastado de suas funções policiais por está pela junta médica.
Esse foi o 16º PM vitima de disparos de arma de fogo do ano e o terceiro nos últimos quatro dias no RN, sendo que dois vieram a óbito e o terceiro continua internado com possibilidades de sequelas devido ao local onde fora atingido.
Mais uma vez digo: "Algo tem que ser feito rapidamente" antes que o RN fique igual a SP e RJ onde homens são mortos diariamente simplesmente por serem policiais.
E como fica a família desses homens que são mortos por escolherem a única profissão do mundo que jura arriscar a própria vida em razão de outras?
Quem esta lá agora prestando apoio a essas pessoas que choram a perda de seu ente querido?
Será que vai alguém dos Direitos Humanos lá no velório desse guerreiro?
Será que amanhã mesmo vão designar um delegado exclusivo ou mesmo especial para investigar o caso?
O interessante é que quando acontece algo com policial civil, toda polícia militar se envolve para tentar encontrar os culpados rapidamente, o que é muito bom e o correto, mas quando é com alguém da corporação isso não acontece do mesmo modo. Por quê?
Espero sinceramente que essa também não entre para ser só mais uma estatística negativa e sem solução como acontece até então com outros policiais mortos, como no caso do Sd Wilton da CIPGD morto no bairro do Gramoré e que até então nem uma pessoa foi dado como suspeito ou muito menos acusado do fato.
NOTA: Pedimos também que quem souber qualquer informação que possa ajudar nas investigações nos casos de policias mortos em nosso estado que liguem para os números 190 ou 0800 084 2999 e digam o que sabem. Não é preciso se identificar em nenhum dos números.

Fonte: Guerreiros do RN

2 comentários:

  1. Sou administrador do blog SERRINHA DE FATO, e gostaria de firmar uma parceria com o seu blog, e perco se possível torne-se um membro do meu. Aguardo sua resposta?
    Desde Já, agradeço sua colaboração!
    Luciano José

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parceria feita companheiro, seja bem vindo!Fonseca.

      Excluir